Grace Mai/21
Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Pharma InnovationDestaques Empresas & Negócios FCE PharmaFCE Pharma reforça relevância da indústria farmacêutica no país

FCE Pharma reforça relevância da indústria farmacêutica no país

  • Written by:

Principal evento de negócios do setor farmacêutico apresentou os mais recentes avanços em ciência e tecnologia de ingredientes, equipamentos e serviços

Por Estela Mendonça

Completando 25 anos de história, a FCE Pharma contribuiu para reforçar que a indústria farmacêutica se tornou ainda mais relevante, de a ciência ter assumido o papel de protagonista no combate à pandemia. Com novo logotipo, que agora traz o significado do acrônimo FCE (Fine Chemical Engineering), a FCE Pharma se consolida como a maior plataforma de inovação em insumos e serviços para a indústria farmacêutica do país. Criado para ser lançado no ano passado, em comemoração ao jubileu, o novo design da marca finalmente pode ser contemplado fisicamente nos pavilhões do São Paulo Expo, na capital paulista, entre os dias 30 de novembro e 02 de dezembro.

Juntas, FCE Pharma e FCE Cosmetique, que reuniram cerca de 400 marcas em 40 mil metros quadrados, atraíram um grande público de profissionais interessados não apenas em conferir presencialmente as mais recentes novidades em ingredientes, serviços e embalagens dos dois setores, mas também em reviver a atmosfera grandiosa de inovação, ciência e tecnologia, que antecede os maiores lançamentos da voltados à saúde, beleza e bem-estar das pessoas.

João Paulo Picolo, CEO da NürnbergMesse Brasil

“Dúvidas, medos e preocupações tomaram conta de nós. Mas acreditamos que seria possível e, mais que isso, nós sentimos que as pessoas precisavam se reencontrar. Este momento é, de fato, mais que especial”, comemorou o presidente da organizadora NürnbergMesse Brasil, João Paulo Picolo, que também ressaltou a importância do retorno às feiras: “São mercados relevantes no PIB brasileiro. Encontros como esse estimulam os negócios e ajudam a movimentar a economia brasileira”.

Os eventos abriram as portas com uma rodada de negócios que contou com empresas dos setores de cosméticos, farmacêutico e de química analítica. Contando com a participação de 36 empresas, sendo 22 compradoras e 14 expositores, a iniciativa resultou em R$ 8,4 milhões em negócios. Nos estandes, os visitantes da FCE Pharma puderam conferir muitas novidades que vão direcionar o futuro da indústria farmacêutica.

Soluções de rastreabilidade

A VISIOTT, empresa global sediada na Turquia e com mais de 800 tecnologias de rastreabilidade adotadas por 180 clientes em cerca de 35 países, participou da FCE Pharma, por meio de sua filial brasileira, apresentando soluções inovadoras, como estações de serialização e de agregação e balança de alta precisão.

Em serialização, o destaque é a VISIOTT Carton Serialization Station (CSS-100), que atende os requisitos da Anvisa e serializa cada caixa com tecnologia de jato de tinta térmica (TIJ) ou pode ser adaptada a outras formas de impressão. “O sistema decodifica o código 2D impresso na caixa com uma câmera de alta velocidade e o valida conforme o padrão ISO 15415. O resultado da análise determina as caixas a serem verificadas e, se rejeitadas, são removidas da linha por pistão pneumático ou pressão de ar”, explica Flavio Silveira, diretor Brasil da VISIOTT.

Flavio Silveira, diretor Brasil da VISIOTT

Segundo o executivo, a estação CSS foi projetada para ser facilmente integrada a linhas de alta velocidade e pode serializar até 400 caixas por minuto, além de verificar o texto legível por humanos com tecnologia OCR/OCV, o que garante maior segurança ao processo.

Outro destaque é a Estação de Agregação Semiautomática VISIOTT SMAS-100, projetada para processos manuais de embalagem das empresas, utilizando para a agregação os dados dos produtos serializados em mais de uma camada. Além do design compacto que otimiza o uso do espaço, a estação apresenta vantagens ergonômicas, como a  tela ajustável sensível ao toque e  teclado.  “Ela também permite que o operador faça a decodificação, que é o primeiro passo do processo de agregação, sem usar as mãos, graças ao pedal”, ressalta Silveira.

“Os códigos 2D dos produtos serializados são facilmente visualizados  em cada camada dentro da caixa e a altura da câmera pode ser ajustada automaticamente para garantir  que a distância focal esteja sempre no mesmo ponto”, descreve Silveira, acrescentando que os produtos serializados são verificados por um sistema exclusivo  de processamento de imagem iluminado. Quando a leitura dos códigos é concluída, o sistema salva e cria automaticamente a etiqueta da unidade de transporte, que pode ser anexada ao pacote de forma manual ou automática. A conferência na unidade operadora é feita manualmente com o leitor.

Para garantir que uma caixa farmacêutica esteja completa, a balança de alta precisão VISIOTT Pharmaceutical Checkweigher (PCW-100), controla seu peso até o menor componente. Compatível com as normas da Anvisa, faz medições entre 5g e 1000g, com precisão de 0,1g de 300 unidades por minuto.

Silveira lembra que a Turquia foi o primeiro país a tornar obrigatória a rastreabilidade farmacêutica, em 2010. “A VISIOTT é pioneira e referência na luta contra a falsificação, o comércio ilegal e a economia informal e fornece soluções de rastreabilidade a um número crescente de indústrias”, completa.

Micropipetas e microcentrífugas

A IKA é reconhecida mundialmente pela linha de agitadores magnéticos, agitadores mecânicos, vórtex, shakers, dispersores Turrax, evaporadores rotativos e moinhos de escala laboratorial e processo, produtos que  possuem características tecnológicas exclusivas, além da garantia estendida gratuita. “Com o foco em soluções para desenvolvimento de tratamentos e prevenções na pandemia, a IKA lançou no último ano, produtos que têm grande aderência na pesquisa, desenvolvimento e controle de qualidade de medicamentos”, disse Fernando Harada, diretor da empresa, que demonstrou no estande  micropipetas de volume variável, thermoshakers, microcentrífugas e viscosímetros rotacionais, que são equipamentos importantes no segmento farmacêutico.

Controle de contaminação

Considerando que um programa de controle de contaminação só é eficaz quando se consegue detectar e identificar rápido e corretamente as bactérias e fungos que contaminam o ambiente de produção, a Charles River destacou em em seu estande o Sistema Celsis® de Detecção Microbiana Rápida e os serviços Accugenix® de identificação de bactérias e fungos, desenvolvidos para ajudar as  empresas a ter um maior controle sobre o seu processo produtivo e programa de monitoramento ambiental.

Sílica mesoporosa

A W. R. Grace apresentou seu portfólio de produtos químicos finos, resinas cromatográficas, excipientes de formulação e tecnologias de entrega de ingredientes ativos para as indústrias farmacêutica e nutracêutica. Entre as novidades, Régis Cordova da Silva, diretor de vendas, destacou a recém-adquirida divisão FCMS (Serviços de Fabricação de Produtos Químicos Finos) para desenvolvimento e fabricação sob contrato que oferece amplas capacidades. Outro destaque é a sílica mesoporosa, que auxilia na formulação de óleos e sistemas autoemulsionantes em pós de alta fluidez, que podem ser posteriormente utilizados em formulações de dosagem oral sólida, como stick packs, comprimidos ou cápsulas. “Além disso, a sílica mesoporosa ajuda a melhorar a fluidez, compressibilidade, retenção de sabor e estabilidade em formas de dosagem sólidas para torná-las mais atraentes e produtos de melhor qualidade para os consumidores”.

Protótipos com melatonina

IMCD aproveitou o reencontro para mostrar alguns protótipos para saúde dos ossos, cardiovascular, antioxidante e estilo de vida. “Também não poderia faltar a saúde do sono com a melatonina, que é sensação do momento”, disse Carina Martins, gerente de Produtos e Desenvolvimento, lembrando a recém liberação pela a Anvisa, que a IMCD passou a oferecer em três formas farmacêuticas: gummies, gotas e comprimidos orodispersiveis.  Patrick Thuring, diretor da Unidade de Negócios Pharmaceuticals, calcula que mais de 600 pessoas passaram pelo estande. “Após mais de 2 anos fora do circuito de feiras, inúmeros webinares e reuniões virtuais, era hora de estar frente a frente com clientes, parceiros e profissionais da indústria”, disse Thuring, reconhecendo que a visitação no estande surpreendeu.

Eficiência laboratorial

Destacando sua expertise em equipamentos para laboratórios, a Merck demonstrou as funcionalidades e benefícios do Milli-Q EQ 7000, sistema que produz água ultrapura e reduz impactos ambientais, oferecendo múltiplas configurações de instalação, que se adaptam ao espaço do laboratório. Também foi destacado da linha de BioMonitoring o  Milliflex Oasis, sistema de filtração que oferece alta produtividade  na realização de testes de biocarga e possibilita ter menor tempo de filtração e de configuração e escalabilidade de hardware, além  tempo de descontaminação e manutenção reduzidos.

IFAs oncológicos

A Nortec Química, maior fabricante nacional de insumos farmacêuticos ativos (IFAs), além de lançamentos, reforçou sua contribuição no setor farmoquímico durante os seus 40 anos de história. “Ficamos muito felizes em confirmar a presença da Nortec Química na FCE 2021. É uma grande oportunidade para mostrarmos a Nortec como maior produtora de IFAs no Brasil e apresentarmos o que temos feito para o mercado nacional. Este ano, temos muito a contar com nossas expansões, novos desenvolvimentos e entrada no mercado de IFAs oncológicos”, afirmou Marcelo Mansur, presidente da empresa.

Portas rápidas

A Rayflex, líder do mercado nacional de portas rápidas industriais apresentou a única porta rápida para sala limpa do mercado brasileiro que atende as exigências em controle de contaminação e resistência a pressões positivas e negativas.  O produto atende áreas limpas classificadas nos três principais requisitos: controle de umidade, temperatura e particulados. Por possuir vedação total nas extremidades, suporta pressões e preserva o grau de pureza do ar que está dentro da sala. “Nossa porta foi projetada para prevenir que agentes contaminantes entrem no local e também facilitar a limpeza da sala, já que possui design diferenciado com cantos arredondados e não possui barras horizontais na lona, eliminando assim os pontos para depósito de sujeira. O acabamento em alumínio e fibra aumenta resistência à corrosão, permitindo a higienização frequente da sala sem danos ao equipamento”, explica Giordania  Tavares, diretora executiva da empresa.

Inovações em revestimentos

“Fomos surpreendidos por visitantes altamente qualificados, buscando inovações para seus portfólios”, afirmou Nancy Perini, diretora comercial da Kerry, empresa global de Taste and Nutrition, que considerou o evento uma ótima oportunidade de apresentar suas inovações em sistemas de revestimentos com corante natural e livre de dióxido de titânio, além de coprocessados inovadores, ômegas de algas, extratos herbáceos, probióticos e acetatos. “Pudemos mostrar que a Kerry sempre está à frente das inovações dos clientes de farma e suplementos”.

Válvula single use

Uma das tecnologias que o visitante pode conferir é a válvula single use, equipamento destinado a laboratórios que fabricam produtos de alto valor agregado e desejam maior produtividade. “Com esse equipamento, o fabricante não precisa de processos de limpeza ou vapor. Ele termina uma batelada de produto e já desmonta o equipamento, troca as mangueiras e inicia outro processo de fabricação”, explicou o gerente geral da área farmacêutica, alimentícia e de biotecnologia da GEMÜ do Brasil, Hans Paul Mösl. “Quando usa aparelhos em outro material, é preciso realizar processos de limpeza demorados para poder produzir outro lote, o que não é indicado nesses casos.”

O produto foi lançado neste ano na Alemanha e já está disponível para importação e adaptação pela GEMÜ do Brasil.

Além da logística

A Luft Healthcare apresentou sua solução de serialização de produtos farmacêuticos em seus centros de distribuição. Para criar o serviço inovador, a empresa firmou parceria com a Laborpack, a INEL e a R&B Rastreabilidade Brasil. “Trata-se de uma solução flexível, que se integra perfeitamente à cadeia logística dos fabricantes e atende ao Sistema Nacional de Controle de Medicamentos, que entrará em vigor em abril de 2022. Ao oferecermos este serviço de valor agregado, estamos seguindo um caminho de inovação, indo além da logística”, afirmou Felipe Selistre, COO da Luft Healthcare.

Biotivo de colágeno

Além de um estande na feira, a Gelita participou de palestras sobre nutrição esportiva e saúde da pele no Fórum de Nutracêuticos, Funcionais e Suplementos. Georgia Fernandes, doutora em nutrição e consultora científica da Gelita abordou os benefícios do peptídeo bioativo de colágeno. “A ciência já comprova que os colágenos não são todos iguais e que é possível desenvolver tecnologias específicas, com ganhos efetivos, para cada tecido do corpo”, afirmou a especialista, lembrando a aprovação da ANVISA para alegação de benefícios à saúde da pele do Verisol e as propriedades de Bodybalance no aumento da massa magra e redução de gordura corporal.

Laboratórios integrados

A Kivalita Consulting,  consultoria brasileira especializada no desenvolvimento da gestão de qualidade e validação de tecnologias para empresas da área de Life Science, e a Comtec Engenharia de Laboratórios, fornecedora de mobiliário e equipamentos para laboratórios, apresentaram um projeto inovador de laboratórios integrados construído desde o zero até o compliance para novos negócios. Juntas, as empresas unem competências das áreas de consultoria de gestão de projetos laboratoriais, atendimento das exigências regulatórias sobre validações e registros que a Anvisa exige para a comercialização de produtos para uso humano, além de design de mobiliários e equipamentos para ambientes de laboratórios.

O Grupo Polar apresentou sua nova estratégia para  gestão de resíduos, não só promovendo a sua operação com aterro zero, como também transformando a realidade dos produtos no final da vida útil, como é o caso do gelo-espuma, que tem a capacidade de criar recursos para a economia circular. Por isso, vem realizando pesquisas e estudos para o primeiro gelo-espuma ecológico do Brasil, o Ice Foam Eco, cujos benefícios vão além do desempenho térmico e econômico, gerando valor para a sociedade ao ser compostado e um insumo para auxiliar plantios e manejos florestais. Segundo a empresa, o Ice Foam, é preferência entre as empresas dos setores farmacêutico e diagnóstico, sendo usado por 75% do mercado nacional.

Oportunidades da Cannabis

A FCE Pharma também foi palco do congresso WNTC (We Need to Talk about Cannabis), que reuniu grandes especialistas do assunto, indústria farmacêutica, empresas privadas e órgãos reguladores, como a ANVISA, para discutir as oportunidades do setor. Foram abordados temas como cenário regulatório no Brasil e no mundo, tecnologias e patentes no mercado da cannabis medicinal, perspectiva de liberação e efeitos do cultivo, o papel dos canabinoides em um mundo pós-pandemia e testes clínicos que envolvem a indústria da cannabis.

Protocolos sanitários

Proporcionar um ambiente seguro para a retomada dos negócios presenciais foi a principal meta da NürnbergMesse Brasil na volta aos pavilhões.  A organização da feira criou uma parceria com o hospital Albert Einstein, referência em saúde na América Latina, para desenvolver um protocolo sanitário seguro. Além disso, uma equipe de biossegurança acompanhou os três dias de evento para garantir a saúde de todos. Antes de entrar na feira, os visitantes passaram por uma triagem, onde a carteira de vacinação foi checada individualmente junto com um documento de identidade com foto.

Com a perspectivas positivas em relação ao pós-covid, a NürnbergMesse Brasil já anuncia a próxima edição da FCE Cosmetique e FCE Pharma: 07 a 09 de junho de 2022 no São Paulo Expo.

Comments are closed.

Parceiros