Chemyunion PHI 0820
Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Pharma InnovationDestaques VarejoVendas online de medicamentos explodem em março no Brasil

Vendas online de medicamentos explodem em março no Brasil

  • Written by:

Segundo Abrafarma, e-commerce cresceu 92,33% e faturou R$ 116 milhões

As medidas de isolamento social impostas pelo novo coronavírus provocaram uma explosão nas vendas de medicamentos pelos canais de e-commerce e delivery. De acordo com a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), as 26 redes afiliadas faturaram R$ 116,79 milhões com o comércio online e entrega em domicílio em março deste ano. O valor é 92,33% superior ao registrado no mesmo período de 2019.

O resultado foi influenciado especialmente pelos genéricos e medicamentos isentos de prescrição médica (MIPs). “A pandemia moldou novos comportamentos de consumo, especialmente daqueles que não tinham costume de fazer compras por meios digitais. Também contribuiu para destravar barreiras regulatórias que proibiam a venda de remédios com receita pela internet, uma reivindicação antiga do setor”, avalia Sergio Mena Barreto, CEO da Abrafarma.

No período, foram comercializados mais de 4,28 milhões de unidades de produtos – entre remédios e itens de higiene, bem-estar, perfumaria e conveniência – um avanço de 99,26%. Já o número de atendimentos passou de 478.252 para 823.010, um salto de 72,08%.

Ainda de acordo com a entidade, entre janeiro e março deste ano, as vendas cresceram 44,85% na comparação com o primeiro trimestre de 2019, passando de R$ 168,59 milhões para R$ 244,21 milhões. Na comparação entre fevereiro e março de 2020, o acréscimo é de 85,36%. Os dados foram compilados pela Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo (FIA-USP).

Comments are closed.

Parceiros