Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Pharma InnovationInternacional VarejoWalgreens abre consultórios médicos em lojas com investimento de US$ 1 bilhão

Walgreens abre consultórios médicos em lojas com investimento de US$ 1 bilhão

  • Written by:

O varejo farmacêutico dos Estados Unidos avança mais um passo na proposta de se tornar um hub de saúde e assistência clínica.

Após um teste iniciado no ano passado em Houston, a Walgreens Boots Alliance será a primeira rede de farmácias norte-americana a implementar consultórios médicos em suas lojas.

O investimento é de US$ 1 bilhão e deverá gerar postos de trabalho para mais de 3.600 profissionais especializados em cuidados primários.

O projeto conta com o apoio da Village Medical, provedora de soluções de gestão para a área médica, e prevê a criação de 500 a 700 clínicas em mais de 30 grandes cidades norte-americanas nos próximos cinco anos. A Walgreens destinará o aporte total à compra de ações e dívida conversível, sendo que 80% do valor será utilizado na montagem dos consultórios e na integração tecnológica. Ao final do investimento, a expectativa é que a rede detenha uma participação acionária de 30% na Village Medical.

Características e localização das clínicas

Com áreas que variam de 300 m² a 800 m², as clínicas estarão anexas às lojas e oferecerão, além das consultas, serviços como medição de pressão, testes de glicemia e vacinação. Será aceita uma ampla gama de opções de seguros de saúde e os pacientes ainda poderão usufruir de atendimento por telemedicina e visitas domiciliares, 24 horas por dia por meio da plataforma Walgreens Find Care.

Mais da metade das novas unidades deverá ser aberta em regiões consideradas desassistidas pelo Departamento de Saúde e Serviços do governo dos Estados Unidos. “Trata-se de um avanço significativo na meta de criar a farmácia do futuro e posicionar o varejo farmacêutico como canal para ampliar a adesão aos tratamentos de saúde e reduzir o excessivo gasto anual de doentes crônicos com assistência médica, hoje na casa dos US$ 4 trilhões”, comenta o CEO da Walgreens Boots Alliance, Stefano Pessina.

Queda no varejo

A aceleração desse projeto coincide com um momento de queda nos resultados da operação do varejo do grupo, seriamente impactada pela pandemia da Covid-19. Segundo o balanço financeiro referente ao terceiro trimestre fiscal de 2020, que terminou em 31 de maio, o prejuízo estimado foi de US$ 700 milhões e as vendas caíram 0,7% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Mais de 100 unidades da Boots no Reino Unido foram fechadas em razão da crise.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Panorama Farmacêutico 10.07.2020

Comments are closed.