Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Pharma InnovationCOVID-19 Empresas & Negócios VarejoCanal farma terá de aumentar tíquete no pós-Covid, alerta P&G

Canal farma terá de aumentar tíquete no pós-Covid, alerta P&G

  • Written by:

No varejo farmacêutico pós-pandemia, o consumidor buscará um lugar limpo, onde ele consiga localizar os produtos de forma rápida e adquirir tudo o que ele precisa, sem ruptura e em um único estabelecimento.

Este será o novo normal, na visão de Marcos Bauer, diretor de inteligência de mercado e de desenvolvimento de categorias da Procter & Gamble (P&G).

Para o executivo, cada vez mais a estratégia da indústria e da farmácia será fazer crescer o tíquete médio. Para isso, será preciso trabalhar muito bem o layout, a fim de ajudar o consumidor a fazer sua compra com mais rapidez, pois terá pressa em voltar para a casa e evitar aglomerações. “O foco será vender tíquetes maiores, principalmente produtos de melhor performance e valor agregado, como fraldas do segmento premium care”, explica Bauer.

Outras estratégias incluem vender mais quantidades do mesmo produto ou agrupar itens, como fraldas e lenços umedecidos; xampus com ampolas de hidratação. “Desenvolver categorias é escutar o shopper, entender o que ele está buscando e procurar se adaptar a isso. Ele busca uma compra efetiva”, ressalta.

Pontos extras
O isolamento social provocou um aumento no consumo de produtos de beleza e higiene pessoal. “Com o fechamento dos salões de beleza, muitas consumidoras passaram a fazer os procedimentos em casa. Verificamos uma elevação na demanda por lâminas femininas”, explica o diretor.

Cuidados bucais e toda a categoria relacionada com banho também tendem a crescer na pós-pandemia. “Em nossas pesquisas de escuta social, observamos que as pessoas ficam incomodadas com o próprio hálito ao usar constantemente a máscara facial. O número de banhos também aumentou por conta do medo de contaminação e também como forma de relaxamento”, avalia Bauer.

Uma solução para os varejistas é implantar pontos extras onde o consumidor possa comprar tudo o que ele precisa para fazer os procedimentos em casa, seja uma máscara, um xampu que garante uma hidratação diferenciada ou uma lâmina feminina com mais lubrificação nas bordas, para permitir a depilação em casa. “A loja que dispor de um ambiente que reúna essas opções vai agradar o consumidor e fazer com que ele encha a cesta de forma mais ágil. A consequência natural será o aumento do tíquete, que atualmente representa a única variável de crescimento”, finaliza.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Panorama Farmacêutico 01.06.2020

Comments are closed.