Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Pharma InnovationCOVID-19 Destaques Medicamentos RegulatóriosAnvisa aprova terceiro estudo clínico da EMS para avaliar eficácia de medicamento

Anvisa aprova terceiro estudo clínico da EMS para avaliar eficácia de medicamento

  • Written by:

Novas pesquisas têm foco em pacientes com sintomas leves

A EMS, maior laboratório farmacêutico no Brasil, teve seu terceiro estudo sobre o uso da hidroxicloroquina no combate ao coronavírus aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Diferentemente dos outros dois trabalhos validados anteriormente, este será aplicado em pacientes ambulatoriais, ou seja, os casos mais leves da doença.

A pesquisa será conduzida em parceria com o Hospital Alemão Oswaldo Cruz e a Coalisão Covid-19 Brasil formada por: HCor, Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Sírio Libanês, Hospital Moinhos de Vento e BRICNET, entre outros. O intuito é prevenir a hospitalização e complicações respiratórias em pacientes ambulatoriais com diagnóstico confirmado ou presumível de infecção pela covid-19, ou seja, casos suspeitos ou recém diagnosticados com a doença já entrarão no protocolo de administração de hidroxicloroquina para testar a eficácia do medicamento em pacientes com sintomas brandos.

“Nosso objetivo é verificar se a medicação também atua no vírus quando sua ação no organismo do paciente está ainda no princípio. Isso nos mostrará se com a hidroxicloroquina conseguiremos também evitar internações, o que é um grande benefício diante de um cenário de colapso de sistema de saúde pelo qual podemos passar” avalia Roberto Amazonas, diretor médico-científico da EMS.

O ensaio clínico será randomizado controlado, aberto, multicêntrico e nacional e terá participação de mais de 100 hospitais e 1300 pacientes em todo o país. A EMS irá doar todo o medicamento utilizado no tratamento.

As primeiras análises de dados poderão ser feitas quando o ensaio atingir 33% dos pacientes e a segunda com 66% de adesão. A conclusão será divulgada em apresentações em congressos e submetida para publicação em periódicos científicos em todo o mundo.

Pesquisas em andamento

A EMS também está apoiando a realização de outros dois estudos clínicos que estão sendo conduzidos pelos hospitais Israelita Albert Einstein, Sírio Libanês, HCOR, Oswaldo Cruz e pela Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BRICNet), em parceria com o Ministério da Saúde, envolvendo pacientes diagnosticados com covid-19 e com pneumonia moderada ou grave. Esses trabalhos avaliarão a eficácia e segurança do uso da hidroxicloroquina isolada ou em associação à azitromicina (antibiótico utilizado no tratamento de infecções respiratórias) no tratamento desses pacientes e envolvem entre 40 e 60 centros de pesquisa clínica em todo o Brasil. Para esse projeto a EMS está fornecendo os medicamentos hidroxicloroquina e azitromicina, além de doar até R﹩ 1 milhão aos projetos de pesquisa.

Comments are closed.